Cátia Rodrigues

Cantinho das Divas com Filipa Silva, Ex-Atleta de Bikini Fitness e Body Fitness

Depois de algum tempo sem entrevistar nenhuma Diva, o meu Cantinho das Divas, de mulheres inspiradoras que conheço e que têm uma história interessante de transformação, está de volta com uma “menina” que tenho o privilégio de conhecer desde os primeiros tempos em que começou a treinar musculação, quando era ainda bem novinha, com 16 anos.

Eu a Filipa conhecemo-nos há mais de 10 anos, quando eu tinha um ginásio no Forte da Casa, e aquilo que mais me recordo nela era a garra que tinha para treinar e a disciplina que a fazia ser cliente assídua no ginásio.
Isso e o corpo espetacular que já tinha nessa altura, não passavam despercebidos à malta mais old-school que já treinava há uns bons anos. E não nos enganamos, pois a Filipa acabaria anos mais tarde por começar a participar em competições nacionais de Biquini Fitness e a ganhar o gosto de competir.

Fui seguindo o seu percurso através das Redes Sociais e, depois de vários anos em que perdemos um pouco o contato, por não nos vermos com frequência, um belo dia quente de Verão encontramo-nos no autocarro e pusemos a conversa em dia. Como é óbvio, questões ligadas ao ginásio, aos treinos e provas vieram à conversa. E qual não foi o meu espanto, quando a Filipa me disse que tinha deixado de treinar! Pensei que fosse algo temporário, mas ela disse que não era. Fiquei chocada… Ela não só tinha parado de participar em competições, como tinha mesmo deixado os treinos de lado.

Por causa desta mudança tão radical que ela fez na sua vida e por eu gostar também de mostrar o lado escondido por detrás das provas de Fitness que muita gente desconhece e que muitos acreditam ser só glamour e gente bonita e em forma, patrocínios espetaculares e amizades, só podia mesmo convidar a Filipa a dar o seu testemunho sobre a sua experiência como atleta de Biquini Fitness e Body Fitness.

Para ficares a saber o porquê de a Filipa ter abandonado as provas e os treinos de musculação, de ter deixado de fazer dieta, lê de seguida a entrevista completa e vê também as fotos do antes e depois, que habitualmente coloco no Cantinho das Divas.

Seguem-se as questões que coloquei à Filipa:

Sempre foste o tipo de pessoa que praticava desporto?

Sempre fui apaixonada por desporto. Começei por praticar atletismo dos 8 aos 10 anos, dos 10 aos 16 pratiquei basquetebol, dos 16 aos 19 anos voleibol e ainda no voleibol começei a fazer musculação.

Quando despertaste para a prática de desporto? Houve alguma pessoa ou situação que te inspirou ou fez sentir urgência de mudar o teu estilo de vida e alimentação?

Nunca houve ninguém especial que me motivasse a fazê-lo. Quando entrei para o ginásio foi com o objetivo de corrigir a postura e ganhar massa muscular à volta da coluna, pois tenho algumas disfunções desde muito nova… Entretanto, como apaixonada que sou não só pelo desporto mas pelo culto do corpo em si, começei a fazer competição no mundo fitness dos 23 anos aos 26 anos…

Participaste em diversas provas de Fitness nacionais e internacionais. Em que modalidade foi e em que países?

Fiz 12 competições no total, sendo que a primeira competição foi na categoria de biquini fitness e as restantes na categoria de bodyfitness.

Ganhei 5 competições de 6 em Portugal e 2 em overall sendo estas:
– Taça de Portugal 2013
– Campeonato nacional 2014
– Campeonato nacional 2015 ( campeã overall)
– Portugal classic 2015 – Taça Carlos Rebolo 2015 ( campeã overall)

Fiz também competições internacionais sendo estas:
– Campeonato Europeu 2014 (cujo qual fui desclassificada por desentendimento com uma atleta)
– Campeonato Arnold Classic Madrid 2014 ( 10° lugar)
– Campeonato Europeu 2015 (11° lugar)
– Campeonato Arnold Classic Madrid 2015 (9° lugar)
– Campeonato Mundial 2015 (4° lugar)
– Campeonato Europeu 2016 (cujo qual fui desclassificada por excesso de massa muscular)

Todas as competições internacionais que participei foram em Espanha excepto o campeonato mundial que foi na Hungria.

Sei que entretanto deixaste de competir e atualmente nem sequer treinas. Fizeste mesmo uma mudança radical no teu estilo de vida de há alguns anos a esta parte, embora te mantenhas uma giraça como sempre foste! Podes partilhar um pouco mais sobre o que te levou a afastares-te das provas de Fitness e do treino, em particular?

A última competição que fiz foi no campeonato europeu e, como referi, fui desclassificada por excesso de massa muscular. Foi exatamente isso que me fez desistir do mundo da competição. Inicialmente pensei que fosse injustiça por parte dos júris, pois não “me via” como realmente estava. E é aí que temos que reconhecer o mais difícil: “Quando parar?”

Antes de decidir disistir ainda tinha outra competição em mente. O Olímpia Amador. Seria mais um mês de treino e dieta à séria!
Treinei mais uma semana, com alimentação equivalente a uma semana de prova (dura) até que… no aperto da dieta me deu uma vontade louca de comer qualquer coisa, qualquer coisa que me desse realmente prazer em comer! Sentia-me quase a enlouquecer!

Já passava da meia-noite e eu não tinha nada “de bom” para comer em casa. Fui até ás bombas de gasolina que havia mais perto de casa e comprei chocolates!! Sim chocolates, comi 3 seguidos, mesmo como uma louca! E devo dizer, benditos chocolates!!
Graças à glicose ingerida consegui ter outra noção de mim mesma…
Após aquele momento de prazer senti-me culpada e fui rever as fotos da última competição. Foi nesse momento que percebi o quão feia estava… Meu Deus, como estava gigante!

No dia seguinte percebi a “loucura” do dia anterior, apareceu-me a menstruação e acho que aqui as mulheres conseguem me perceber melhor do que ninguém!

No entanto já tinha refletido sobre o assunto e a decisão final já estava tomada. Parar de competir! Parar não só de competir mas também de treinar era a única forma de perder massa muscular.
E o objetivo seguinte foi esse, perder massa muscular.
Hoje, quase 3 anos depois, o meu objetivo foi alcançado e ainda bem, ainda tenho uma forma atlética mas de longe parecida com o antigamente.

Do que é que gostas mais no teu corpo, agora que deixaste de treinar e de viver o culto do corpo?  

Agora que deixei de treinar, modéstia à parte, contínuo a gostar do meu corpo exatamente como ele é mas o que gosto mais e sempre gostei é do meu glúteo! 🙂

Tens algum ritual de vida saudável de que não abdicas?

Bem, em relação a um ritual de vida saudável, esta pergunta é pertinente, uma vez que fiz uma mudança radical na minha vida. Eu deixei de treinar e de competir mas alguns hábitos mantenho desde sempre, hábitos esses que tinha antes de competir:

– não como fritos
– não como comidas com molho
– evito gente chata (isto conta?) 😛
– bebo vinho (ingerido moderadamente é saudável e só faz bem)
– como cada vez menos carne (inclusive carne branca)
– bebo muita água

Como podes calcular, a tua história pessoal é muito curiosa, sobretudo quando olhamos à nossa volta e vemos tantas miúdas que começam a treinar basicamente porque querem ir competir em cima do palco. Virou moda. O que pensas sobre isso? Gostarias de lhes dar algum/ns conselho/s?

Competir agora é moda! É mesmo, em relação a isso tenho pouco a dizer porque não sou uma pessoa de modas, nem tão pouco gosto de quem vê as competições por este lado. Desculpem-me as pessoas que se enquadram neste padrão mas competir vai mais além do que estar na moda.
A moda é algo de momento e tendência ao que o outro faz ou veste. (No caso das competições fitness há pouco para vestir).

E é com muita tristeza que digo que as competições do culto do corpo não só são moda agora como também estão a deixar o ramo desportivo e estão a atingir quase um plano de negócio.

O único conselho que tenho para dar a quem compete ou pensa em competir é que percebam que a competição não é com o atleta que sobe ao palco convosco. A competição acontece durante toda uma preparação com a própria pessoa, é um caminho longo e duro e solitário. A subida ao palco é só para fazer comparações com tantos outros atletas.

Como te disse, eu não consigo imaginar um dia sem ir treinar. Podes contar-nos um pouco sobre como é um dia típico para ti, mulher bem resolvida e de sorriso feliz mesmo sem levantar ferro? LOL

Eu parei de treinar de facto, mas não troquei o ginásio pelo sofá propriamente, até porque nem vejo TV 😛

Tenho 3 trabalhos, estudo e namoro!
Trabalho como massagista no solário “Be Dark” na parte da manhã.
Á tarde trabalho numa clínica de fisioterapia como técnica auxiliar de fisioterapia e aos fins de semana trabalho no “The Lingerie Restaurant” como bailarina de pole dance.
3as e 5as feiras estudo em horário pós-laboral no ITS (Instituto de Técnicas de Saúde) no curso de Especialização em Osteopatia.

Antes e depois

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.