Cátia Rodrigues

8 Regras básicas de etiqueta para usar no ginásio

Considero o tema das regras básicas de etiqueta no ginásio algo pertinente de que ninguém fala. Quase 19 anos de treino permitem-me ter uma perspectiva muito clara da dinâmica dos ginásios, dos hábitos que devemos ter enquanto clientes que utilizam o espaço e respectivos aparelhos. Pessoalmente, com tanto tempo de treino, tendo passado por tantos ginásios, tendo trabalhado em alguns, já não consigo ver o ginásio como um espaço de convívio social, como vi durante os meus primeiros anos de treino e onde criei muitos laços de amizade que duram até hoje.

Com o passar dos anos, passei a ver o ginásio e o meu treino como algo prioritário na minha agenda diária, como sempre foi, mas onde vou com muito foco para treinar e ser altamente eficiente nisso, tendo sempre em mente que os meus objectivos são meramente estéticos e ligados à saúde. E por isso, e como os ginásios servem, na base da sua origem, sobretudo para o culto do corpo e o resto é lucro, deixo aqui algumas dicas sobre regras básicas de etiqueta para quem, como eu, usa estes espaços diariamente.

 

1. Sê educado e responde aos “bons dias” e afins de quem te cumprimenta

Já nem falo de dizerem bom dia ou boa tarde quando entram num balneário porque isso se perdeu para a maioria das pessoas. Talvez porque se cansaram de, durante anos, o fazerem e não terem resposta do outro lado. Não acho chocante que uma pessoa entre no balneário e não saúde quem lá está, ainda mais quando se trata de ginásios grandes. No entanto, penso que se alguém se despede de nós com um “até amanhã” ou “bom fim-de-semana”, não custa ser educado e retribuir o gesto; tal como não custa nada retribuir os “bons dias” ou “boas tardes” quando os recebemos. Valorizemos estas pessoas que ainda têm educação e coragem para saudar desconhecidos, pois estão em vias de extinção por todo o lado.

 

2. Desmonta sempre as barras que usares

Podes levantar 200 ou 400 Kg na prensa de discos, mas há quem seja mais recente no ginásio e levante muito menos que isso. É fácil imaginar o desconforto e até o risco de lesão para uma miúda de 18 anos que nunca treinou ter que retirar 200 kg da prensa de discos, porque alguém os deixou lá por puro desleixo. Ah, e os instrutores de apoio à sala não estão lá para arrumar discos e halteres…

 

 

Este tópico vem no seguimento do primeiro. Tal como em casa, se tivermos recebido educação e formos civilizados, usamos uma coisa e a limpamos ou arrumamos, o mesmo se deveria passar no ginásio, que é um espaço partilhado com dezenas ou centenas de pessoas em simultâneo. Precisas de halteres de 10 kg? Usa e volta a colocar no suporte. Precisas de pares de halteres de 10, 12 e 14 kg? Tira do suporte e volta a colocar todos os pares lá quando terminares o teu set. Não custa nada!

 

4. Não te ponhas à frente de quem está a treinar

Já alguma vez te aconteceu estares a fazer um exercício num banco ou em pé, em frente ao espelho – o ideal para corrigir movimentos, adquirir consciência corporal, sobretudo para quem está a começar …ou pensares “sou mesmo gir@, fónix!!!!!” enquanto mandas beijinhos para a imagem do espelho! 😛 – e uma pessoa meter-se mesmo à tua frente ou, pior, juntar-se ali um grupo de pessoas na conversa durante vários minutos? Devem pensar: Espera lá… Ora bem, está aqui uma pessoa a treinar virada para o espelho… AHHHHHHHHH, este é mesmo o sítio perfeito para ficarmos mesmo à frente na conversa sobre o Bruno de Carvalho e as mamas da rapariga nova no ginásio.  Mas o que é que se passa com esta gente, man?! 😛

PS. Foi precisamente o facto de me ter acontecido isto há algumas semanas que deu origem à ideia de escrever este artigo.

 

5. Não ocupes bancos ou aparelhos para estares na conversa com amigos 

É normal haver pessoas que treinem aos pares ou em trios. Pessoalmente, acho que a prática desta espécie de swing nos ginásios devia ser proibida. Cenas a três tem tudo para dar asneira e normalmente dá!

É muito fixe ter um parceiro para treinar connosco, que puxe por nós e nos desafie a sério para darmos o nosso máximo como verdadeiras bichezas! O grande desafio de se treinar com um parceiro é os intervenientes conseguirem conter-se para não haver demasiada conversa pelo meio. O descanso entre séries (não estou a falar das de televisão, mas sim das de treino de musculação) deve ser maior em treinos de força e menor em treinos de resistência. Mas a maioria dos comuns mortais, treina sobretudo por lazer e como escape, pelo que descansar 5 a 10 minutos literalmente pendurados em grupo em cima de um aparelho, além de não produzir efeitos nenhuns em termos de hipertrofia e composição corporal no geral, lesa os restantes clientes do ginásio que poderão ter real interesse em se tornar uns animalinhos. Passar por esta espécie de grupos da fisioterapia dá uma estranha sensação de ter recebido um voucher surpresa para aprender a bordar e fazer ponto cruz; um passeio pelo jardim zoológico com paragem acidental nas jaulas dos macacos que estão a fazer a sesta; ou uma ida forçada, em família, à missa aos Domingos. Damn, isto é um ginásio! Comportem-se, doidas. 😉

 

6. Limpa o suor que deixas nos bancos e máquinas depois de os usares

Não é preciso pensar muito sobre o assunto: Acabaste de usar um colchão, um banco, uma passadeira, um aparelho e ficou uma poça de suor TEU! Como é óbvio, se suaste em cima do colchão, banco, passadeira, aparelho… deves deixá-lo nas condições normais de higiene básica. Ninguém se quer ir sentar ou encostar no suor alheio, né? BLEARGGGGHHHHH!!!

 

7. Ajuda a manter o balneário limpo

Se é da responsabilidade dos ginásios realizar diariamente a limpeza geral dos mesmos, a ti, como cliente, compete-te manter as boas condições de higiene do espaço e equipamentos que tiveres a utilizar. Isso inclui a sala de musculação, as salas de aulas e os balneários. Acabaram produtos que usaste durante o banho? Deita-os no lixo, porque quem vai tomar banho a seguir não tem que se deparar com o lixo dos outros, ninguém é empregado de ninguém, nem mesmo as pessoas que fazem as limpezas do ginásio têm o dever de fazer esta tarefa tão simples e de carácter pessoal. Meninas: quando tomam banho, não deixem ficar carradas de cabelos espalhados por todo o lado. Dá um péssimo aspeto… à vossa imagem, não à do ginásio. É da responsabilidade de cada pessoa deixar a cabine de banho que usou em condições. Questão de senso comum. Já cheguei a mandar para o lixo embalagens de produtos que não eram meus, por pura vergonha alheia. Há que interiorizar regras básicas de convivência em sociedade.

 

8. Reveza a utilização de um banco ou aparelho com outra pessoa, quando for necessário

Sei que em alguns casos, nomeadamente no caso de um atleta de powerlifting – que por norma tem um tipo de treino muito específico e demorado apenas num exercício – pode ser complicado isso acontecer, mas como a maioria de nós não faz treino de força para competir, pode partilhar um banco, aparelho ou halteres com outra pessoa, caso isso seja necessário em horas de maior fluxo e o ginásio disponha de poucos recursos, porque os tempos de descanso habitualmente permitem isso sem nos darem cabo do treino. Basta as pessoas serem civilizadas e terem um pouco de bom senso. E o mesmo bom senso também deverá deve ser utilizado quando se pede a alguém para revezar num exercício, quando há mais aparelhos iguais disponíveis.

 

Se gostaste deste artigo, talvez estes também te interessem:

7 Segredos para te sentires bem enquanto perdes peso

Descobre os 7 erros que estás a fazer e te estão a impedir de ser Fit

A verdade que nunca ninguém te contou sobre como controlar o apetite

3 crenças limitadoras que te estão a impedir de estar em forma

Os meus 7 hábitos para ter uma barriga definida

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.